Telefone: (84) 3412-4414 | WhatsApp: (84) 99802-2547

Eleitor irregular tem até hoje para evitar cancelamento do título


Postado em 6 de Maio de 2019 - 7:00h

Os eleitores que não votaram ou não justificaram ausência por três eleições seguidas têm até esta segunda-feira (6) para ficar em dia com a Justiça Eleitoral. Os brasileiros que não regularizarem a situação podem ter o título eleitor cancelado.

Do total (2,6 milhões), apenas 93.702 eleitores (3,5%) já resolveram a pendência e evitaram o cancelamento do título. Cada turno corresponde a uma eleição para efeito de cancelamento.

Quem não respeitar o prazo e tiver o título cancelado enfrentará dificuldades para tirar passaporte ou carteira de identidade, receer salário em emprego público ou fundações governamentais, participar de concursos, obter empréstimos em bancos federais, renovar matrícula em instituições do governo, praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda e obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Os nomes dos eleitores e os números dos respectivos documentos cancelados serão disponibilizados pela Justiça Eleitoral a partir do dia 24 de maio.

Regularização

O eleitor deve pagar uma multa de aproximadamento R$ 3,50 e comparecer no cartório eleitoral mais próximo com documento oficial com foto, comprovante de residência e título, se ainda tiver.

O processo de regularização pode ser começado na internet, preenchendo os dados pessoais. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o caminho na página é o seguinte: Eleitor > Serviços ao eleitor > Título de eleitor > Quitação de multas.

Após o preenchimento dos dados pessoais, a página possibilitará a emissão de GRU (Guia de Recolhimento da União) para a quitação da multa.

Depois de emitir a GRU e realizar o pagamento da pendência, o eleitor precisará se dirigir apenas uma vez ao cartório eleitoral para regularizar a situação.

Fonte: R7