Telefone: (84) 3412-4414 | WhatsApp: (84) 99802-2547

Governadores do Nordeste assinam no Maranhão documento que cria consórcio entre estados


Postado em 15 de Março de 2019 - 6:57h

Os governadores dos nove estados do Nordeste se reuniram nesta quinta-feira (14) em São Luís, para assinar o protocolo que cria o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste).

A união entre os nove estados prevê o desenvolvimento em diversos projetos, além da parceria econômica, política, infraestrutural e educacional entre as unidades federativas. O Consórcio Nordeste deve atuar em dez pontos principais.

Pela manhã, os nove governadores se reuniram a portas fechadas no Palácio dos Leões, sede do governo do Maranhão, para discutir alguns pontos estratégicos do consórcio. A assinatura do documento foi realizada durante o Fórum de Governadores do Nordeste.

Estiveram presentes no encontro, os governadores do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); do Piauí, Wellington Dias (PT); do Ceará, Camilo Santana (PT); do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); da Paraíba, João Azevedo (PSB); o vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa (MDB); de Sergipe, Belivado Chagas (PDT) e da Bahia, Rui Costa (PT).

Durante a assinatura da protocolo, o governador da Bahia, Rui Costa (PT) foi escolhido como primeiro presidente do Consórcio Nordeste, com mandato de um ano. O acordo entre os nove governadores definiu que a cada ano, será feito um rodízio no grupo.

Os representantes de cada estado também assinaram uma carta conjunta que fala sobre o consórcio, mas também cita o posicionamento da região com temas em debate no Congresso Nacional, como a Reforma da Previdência e mudanças no Estatuto do Desarmamento.

O texto diz que as armas servem apenas para aumentar a violência e são citados como exemplos, os casos do assassinato da vereadora Marielle Franco em março de 2018 e do massacre em uma escola de Suzano (SP) ocorrido nesta quarta-feira (13). Na carta, os governadores prestam sua solidariedade às famílias das vítimas do massacre.

Fonte: G1 RN